1º de janeiro de um ano novinho em folha

415006061 931881754960068 3793812449880916976 n

DIA MUNDIAL DA PAZ E DA FRATERNIDADE UNIVERSAL.

DIA DE MARIA, MÃE DE DEUS, NOSSA SENHORA

(breve reflexão para abrir 2024)

O papa Francisco, humaníssimo, inspirado no Evangelho de Lucas (2, 16-21), diz tudo:

“Maria nos oferece o Menino. Deus está próximo, ao nosso alcance. Não vem com o poder de quem quer ser temido, mas com a fragilidade de quem pede para ser amado. Não julga a partir do alto de um trono, mas nos olha de baixo, como irmão; aliás, como filho. Nasce pequenino e necessitado para que ninguém se envergonhe: precisamente quando experimentamos nossa fraqueza e fragilidade podemos sentir Deus ainda mais próximo, porque Ele se nos apresentou assim, débil e frágil. É o Deus-menino que nasce para não excluir ninguém, mas para nos tornar irmãs e irmãos!”.

E Maria, mulher forte, “guardava e meditava todas essas coisas em seu coração”.

Para começar mais uma jornada, recebamos a benção transmitida a Moisés (Números 6, 22-27), e repetida com fervor por São Francisco de Assis:

“O Senhor te abençoe e te guarde.

O Senhor faça brilhar sobre ti a Sua face, e se compadeça de ti.

O Senhor volte para ti o Seu rosto e te dê a Paz!”.

Acolhamos a dádiva de mais um ano com essa prece e esse amoroso Espírito! Tudo nos ajudará a enfrentar os inevitáveis sofrimentos e a curtir sem soberba as batalhadas conquistas.

“És um senhor tão bonito/ quanto a cara de meu filho (aqui, minha netinha caçula)/ Tempo, tempo, tempo, tempo…”

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Twitter
Telegram
Email

Leia também:

sem título 1 prancheta 1

RESSUSCITA-NOS!

Páscoa é a linda história do Nazareno, o Deus feito gente, que veio ao mundo e nada guardou para si. Tudo, em Jesus, era destinado aos outros. Quando a morte chegou, para tomar seus bens, sua propriedade, nada encontrou para tomar, tudo já havia sido dado. Assim, foi vencida.

The Last Supper

LAVARMO-NOS OS PÉS, REPARTIR O PÃO

Jesus e os seus – estamos todos e todas convidados! – reúnem-se para a ceia. A sala abriga, a refeição congrega. Os inimigos estão à espreita, mas ali, naquele momento mágico, reina a Paz.

Rolar para cima