PRÉ-CANDIDATURA: SUA OPINIÃO

Março chegou! 2022 vai ser marcado, no nosso Brasil sofrido em meio a um mundo conflagrado, também pelo embate eleitoral. Pela possibilidade de começarmos a nos livrar desse horror bolsonarista que nos atrasa, machuca, indigna. Não será fácil.

Muita gente tem indagado sobre o meu papel nessa disputa – que deve estar sempre norteada por ideias e causas de igualdade, justiça, ética, transparência, cuidado ambiental e solidariedade.

Fiz uma consulta preliminar a pessoas próximas, de vida e fé, no PSOL (capital e interior) e junto a lideranças de movimentos sociais e amig@s da cultura.

A proposta que predomina é a de que apresente meu nome para a disputa de uma cadeira à Câmara dos Deputados. Nunca fui candidato de mim mesmo, nem de círculos restritos.

Cerca de 800 pessoas (587 no grupo de zap que acompanha o mandato municipal), até aqui, deram retorno: 83% optaram por uma postulação a deputado federal ou apoiaram “qualquer decisão de candidatura” (a federal, senador, estadual, governador e até presidente!); 10% por não candidatura, seguindo na vereança; 7% registraram um sinal afirmativo (👍🏾) ou escreveram “vou pensar, depois respondo”.

Essas opiniões são muito importantes para mim. Como a SUA, agora, nessa dimensão mais ampla do face. E, em caso de simpatia por futura candidatura, sua disposição em construí-la.

Há etapas a cumprir. Um querer coletivo expressivo daria legitimidade democrática à apresentação de PRÉ-CANDIDATURA à convenção do partido, em abril (também será nessa instância que se resolverá sobre alianças nas disputas dos governos, tanto estadual quanto nacional).

🤜🏽🤛🏽Agradeço, desde já, sua manifestação!

Vamos em frente e juntos!

Ilustração: Desenhos do Nando

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Twitter
Telegram
Email

Leia também:

Casa de madeira quase inteiramente submersa com as enchentes. Para fora da água apenas o telhado.

Sinais dos tempos

A Comissão para Ecologia Integral e Mineração da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em nota, solidariza-se com as pessoas e comunidades do Estado do Rio Grande do Sul.

CARTA ABERTA AO COMANDANTE DA MARINHA SOBRE A REVOLTA DA CHIBATA

A inscrição do nome de João Cândido Felisberto, líder da Revolta contra a Chibata, em 1910, no Livro de Heróis da Pátria, já aprovada no Senado (PL 340/2018), está em análise na Câmara dos Deputados, onde tramita (PL 4046/21).

V. Exa. entrou no debate, enviando uma carta ao presidente da Comissão de Cultura, deputado Aliel Machado (PSB/PR). É legítimo, a Casa do Povo tem que ser sempre democrática.

Rolar para cima