O QUE LEVOU BOLSONARO A INCORPORAR A ANTÁRTIDA AO BRASIL? Responda aqui!

Ontem, em entrevista a um canal da internet, Bolsonaro, falando das belezas do nosso país, destacou: “conheça o Brasil por dentro e por fora, a verdade acima de tudo: Amazônia, ANTÁRTICA, nossa agricultura (…) o Brasil é maravilhoso, temos muita coisa boa para mostrar!”

Ele se referia a um continente, a Antártida (nome em oposição ao Ártico), no entorno do Polo Sul, de 14 milhões de quilômetros quadrados. O mais frio e seco do planeta, sem população nativa. Sete países reivindicam partes de seu território: Argentina, Austrália, Chile, Nova Zelândia, França, Noruega e Reino Unido.

Não bastassem os nossos gravíssimos problemas, Bolsonaro foi além e declarou anexada a região.

Ajude-nos a decifrar a razão dessa novidade bolsonariana: Ânsia expansionista? Ignorância em Geografia de quem nunca foi bom aluno? Referia-se à fábrica de cerveja Antarctica, “orgulho nacional”? Ato falho de quem sente que, com a CPI da Pandemia, está entrando “numa fria”? Quer proteger a região, com o conhecido empenho de seu governo, Salle$ à frente, em combater o aquecimento global, que afeta tanto aquela área?

De repente é uma boa: o homem fica por um bom tempo por lá… Aturem, focas e pinguins! Protejam-se, fauna e geleiras!

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
Twitter
Telegram
Email

Leia também:

Casa de madeira quase inteiramente submersa com as enchentes. Para fora da água apenas o telhado.

Sinais dos tempos

A Comissão para Ecologia Integral e Mineração da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em nota, solidariza-se com as pessoas e comunidades do Estado do Rio Grande do Sul.

CARTA ABERTA AO COMANDANTE DA MARINHA SOBRE A REVOLTA DA CHIBATA

A inscrição do nome de João Cândido Felisberto, líder da Revolta contra a Chibata, em 1910, no Livro de Heróis da Pátria, já aprovada no Senado (PL 340/2018), está em análise na Câmara dos Deputados, onde tramita (PL 4046/21).

V. Exa. entrou no debate, enviando uma carta ao presidente da Comissão de Cultura, deputado Aliel Machado (PSB/PR). É legítimo, a Casa do Povo tem que ser sempre democrática.

Rolar para cima