Carta à cidadania carioca e fluminense

Carta à cidadania carioca e fluminense

NA ESTRADA, MAIS UMA VEZ E cá estou eu iniciando a dura caminhada por uma cadeira no Senado da República. Só topei por saber que é um projeto de muito(a)s. Marielle nos inspira: “Sou porque nós somos”. Só sendo soma dará certo. Partimos para a conquista do voto...
Primeiro de maio

Primeiro de maio

Trabalho vem de ‘tripalium’, instrumento de suplício na velha Roma. Mas trabalho não é, ou não devia ser, a pena que se paga por ser gente. É, ou devia ser, o que nos torna gente. O que dá sentido ao nosso estar no mundo, que sempre é ser-com-os-outros. Trabalho não é...
Trilogia da Páscoa

Trilogia da Páscoa

A força do cristianismo, que aparece com visibilidade ritual nesses dias da Semana Santa – apesar do mundo cada vez mais dessacralizado –, reside na universalidade de sua dialética: tudo que nos cerca pulsa em vida, morte e ressurreição. Todos os seres viventes...
Edson, Marielle: Ressurreição!

Edson, Marielle: Ressurreição!

Meninos e meninas, eu vi, eu fui. Não existia celular, mas a notícia se espalhou com rapidez: mataram um estudante! Pouco mais que um adolescente, de uniforme do Colégio de Aplicação da UEG (hoje UERJ), me mandei para o centro da cidade, com alguns colegas. A praça da...
Os Serial Killers de Marielle

Os Serial Killers de Marielle

“Morto amado nunca mais para de morrer”, disse Mia Couto. A saudade é o sacramento daquele corpo que não mais veremos, da voz que não escutaremos, da lágrima que não rolará daqui em diante por aquele rosto. Nossos mortos queridos não cessam de morrer e nós deles...