Notícias e Artigos

Pra não dizer que não falei das flores

A Declaração de Independência dos Estados Unidos da América do Norte, de 1776, afirmou o “direito à busca da felicidade”. Outro dia ouvi que um filósofo alemão – além dos gregos, os alemães também são craques em filosofar – propõe, nos ásperos tempos em que vivemos,...

ler mais

No reino da hipocrisia

Está em qualquer dicionário: hipocrisia é falsidade, dissimulação, fingimento. Está na vida política, apesar da revelação da roubalheira sistêmica. A turma dos “amigos do Erário” não aprende e quer manter a combalida República brasileira como o reino da hipocrisia....

ler mais

Acabou a Copa, começa outra…

Acabou a Copa do Mundo de futebol, que durante um mês dominou as atenções. Embora com a frustração de não ver nossa seleção sequer passar às semifinais, a vitória do time da França, cheio de afrodescendentes, é um cutucão nos racistas, nos neoarianos, nos que...

ler mais

Das fraquezas e das franquezas

Quem gosta de futebol ficou chateado com a eliminação da nossa seleção na Copa. Quem entende de futebol sabe que derrota faz parte. Nenhum time é invencível. Como na vida, o mais importante é a forma de reagir aos reveses. Gostei da franqueza de Neymar: “esse é o...

ler mais

Governo adia votação de MPs dos agentes comunitários

A base do governo tentou mais uma vez dar um golpe no Plenário da Câmara. Na noite de quarta (04/07/2018), estava na pauta a Medida Provisória 824, sobre a Política Nacional de Irrigação, que é um retrocesso em vários de seus artigos. Por conta da votação desta MP - a...

ler mais

Mitos com pés de barro

“Nesta terra a dor é grande/ a ambição pequena/carnaval e futebol” (A Luz de Tieta, Caetano Veloso) O gosto pelo futebol, que já foi maior em épocas passadas, vem também do fato dele ser uma metáfora da vida. Nas partidas e torneios, há ambição, dor, decepção e...

ler mais

Eleições no México: um giro histórico à esquerda

[do mural de Rodrigo Luis Veloso] Durante 70 anos o México foi governado por um único partido, o PRI, com raízes na revolução mexicana, porém obviamente degenerado. E convertido, ele próprio, em um aparato de subtração da democracia em benefício de um sistema...

ler mais

Nem as crianças escapam

“Mamãe, nunca senti tanta dor!”; “Mãe, estou com muita sede!”; Eles não viram que eu estava com roupa de escola, mãe?”. Foram as palavras que Marcos Vinicius Silva, 14 anos, dirigiu à sua mãe Bruna, já no leito do hospital onde viria a morrer, pouco depois. O garoto...

ler mais

Pra trás, Brasil?

O começo não foi promissor. E tem o tabu: nunca uma seleção brasileira de futebol foi campeã do mundo tendo empatado (ou perdido) na estreia de uma Copa do Mundo. Mas se, na sequência dos jogos, vierem bons espetáculos e vitórias, o clima de animação tomará conta do...

ler mais