Carta à cidadania carioca e fluminense

Carta à cidadania carioca e fluminense

NA ESTRADA, MAIS UMA VEZ E cá estou eu iniciando a dura caminhada por uma cadeira no Senado da República. Só topei por saber que é um projeto de muito(a)s. Marielle nos inspira: “Sou porque nós somos”. Só sendo soma dará certo. Partimos para a conquista do voto...
Cumplicidade criminosa

Cumplicidade criminosa

No Brasil, 90% dos homicídios ficam sem solução. Não há solução para uma vida destroçada, a não ser no plano da fé. Mas elucidação do crime, para evitar que se banalize a destruição do outro, é um imperativo civilizatório. Por isso é correto dizer que estamos no...
Pós-verdade histórica

Pós-verdade histórica

“Pós-verdade” é mentira. É falsificação. É, com generosidade, grave equívoco. Não ajuda a humanidade a caminhar. Sinto-me provocado a comentar, do meu lugar de professor de História, duas “pós-verdades” de largo curso no nosso país, nos últimos tempos. A primeira...
Ói eu aqui!

Ói eu aqui!

“Aldir Blanc escrevia n’O Globo todo último domingo do mês. Escrevia: com a nova formatação editorial, nosso amigo, grande letrista e músico, deixou de ser articulista mensal”. Já não escrevo coluna mensal mas continuo sendo Aldir Blanc. Agora mais...
Hilda e Marielle

Hilda e Marielle

Em tempos de arrogância da ignorância, é preciso proclamar o valor da inteligência sensível. Na quadra sombria que atravessamos, cumpre buscar seres de luz. Hilda Hilst (1930-2004) foi a homenageada da Festa Literária de Paraty (Flip) deste ano. Ela sabia da nossa...